Cristo Universal


 

 

 

 


O Cristo do Amor Divino

A todo instante
Nasce Jesus no coração de cada ser,
No lado direito do peito.

Ele é a Luz,
A Consciência Absoluta que vem à tona.
Ele é a verdadeira vida,
A Força Suprema que se reflete
Em todos os seres do universo.

Ele é o Supremo Ser,
Que com sua força infinita
Vem iluminar o mundo
Nesta época de incosnciência espiritual,
Para que todos recobrem a consciência do divino,
Para que todos possam integrar-se
Na vida do Cristo de todos os tempos,
Na Luz infinita da Verdade Suprema,
Na força absoluta do Ser,
Na força de todos os Mestres.

Ele é o Cristo dos oprimidos,
Dos que têm fome e sede de justiça,
Dos que sofrem perseguições,
Dos esgotados pelos ciclos de sofrimentos.
O Cristo dos mansos de coração,
O Cristo dos sábios e dos ignorantes,
O Cristo dos conscientes e dos inconscientes.

Ele é o Cristo das esperanças,
O Cristo dos simples,
Dos justos,
Dos compassivos,
Dos limpos de coração.
O Cristo dos pacificadores,
O Cristo da justiça divina.

Ele é o Cristo das crianças,
Da felicidade perfeita,
Do amor divino,
Dos Maha Devas.
O Cristo que nasce na estrebaria,
O Cristo da humilde carpintaria,
O Cristo de José e de Maria.

Ele é o Cristo das semeaduras e das colheitas,
O Cristo do Reino Supremo,
Do camino direto,
Da intuição pura.
O Cristo da meditação iniciática,
Da devoção que enternece,
Do pão que nutre e sacia.

Ele é o Cristo dos que resplandecem como o Sol,
O Cristo dos apóstolos, das bem-aventuranças.
O Cristo dos pescadores,
Do mar profundo,
O Cristo das ovelhas
E dos pastores.

Ele é o Cristo de João Batista,
De São Francisco.
O Cristo vivo de Simão Pedro,
O Cristo da Comunidade Perfeita.
O Cristo Cósmico,
Dos Maha Yogues,
O Cristo da Luz, do Caminho, da Verdade Suprema.


(do livro Maha Gita Purusham do Bem-Aventurado, de Sri Maha Krishna Swami)

 

O Cristo tem ressurgido muitas vezes, antes e depois de sua vinda como o Sublime Nazareno. Surgiu através de Ra­makrishna, de Ramana, através de todos os Mestres conscien­tes da Verdade Suprema. O Cristo não é um corpo, uma raça. Cristo é a Luz, é como o Sol. Sempre está iluminando, sem se preocupar se há pessoas boas ou más, se no mundo tudo está bom ou ruim. O mundo não afeta quem medita, quem devociona. Só se afeta pelas coisas externas aquele que estiver apegado a elas. Aquele que, mesmo vivendo no mundo, mes­mo tendo um corpo, não é apegado às formas, às aparências, não é afetado pelas coisas mundanas. Temos um corpo mas não somos o corpo. Habitamos o corpo assim como habitamos uma casa. Da mesma forma que a casa se desgasta pela ação do tempo, assim também acontece com o corpo. O que está mal é o mundo interior das pessoas. Esse é o mundo que de­verá ser consertado. O problema não deve ser o mundo exte­rior, mas sim o mundo interno para que se possa reconhecer e seguir aquele que vem em nome do divino. Jesus disse que nenhum ser teria paz enquanto não dissesse: "Bem-aventura­do aquele que vem em nome do divino".

É preciso vivenciar, sentir os ensinamentos do Mestre Je­sus e não simplesmente aprendê-los. Aprender somente, de nada adianta. É preciso utilizá-los para se libertar de todos os males que se pensa virem do diabo quando, na verdade, fo­ram os homens mesmos que criaram deliberadamente todos os seus problemas. Mais do que nunca os homens devem en­tregar-se à prática da meditação, da devoção e viver os sagra­dos ensinamentos em sua essência. E por essa vivência apare­cerá o sentir, e pelo sentir surge a plena consciência da Verda­de Suprema.


QUEM PRATICA O MAL ODEIA A LUZ


Disse o Mestre Jesus: "Sou a Luz do mundo, sou a paz suprema, sou a porta aberta, por onde todos podem vir e conhecer a Verdade, e essa Verdade os libertará. Essa Verdade chama-se compaixão e consolará o coração dos homens. Sou o bom pastor, sou o caminho, a verdade e a vida, sou o pão que nutre e sacia, sou o ressurgimento do amor universal". Enquanto estiver o Mestre na Terra deve-se andar com ele, porque ele é a Luz. E quando falta a Luz fica difícil andar no caminho. Pode-se tropeçar e cair. Quando os homens decidi­ram eliminar o Mestre Jesus incorreram em erro, e isso trouxe graves conseqüências até o fim do ciclo.

Onde o Mestre está há Luz. Andem enquanto há Luz. Como disse Jesus Cristo: "Ninguém acende uma luz para es­condê-la". Os Mestres acenderam a Luz e ela nunca será apa­gada porque é a Luz Suprema.  Os Mestres não a escondem. Sobem à montanha mais alta para que todos os homens se beneficiem dela. O Ser Supremo é a Luz, e nas suas ime­diações a escuridão, a inconsciência não sobrevive. Todos os seres são a Luz, isto é, a essência divina que está em todo o universo. Os homens é que vivem contaminados pela ignorân­cia espiritual, negando a Verdade-Luz que habita neles. Todo dever espiritual do ser humano consiste em que ele faça de sua existência na Terra uma expressão pura e luminosa, de acordo com a essência divina que ele é.

Não existe no universo, além da luz, nenhum elemento incontaminável. Todas as coisas aceitam a impureza, com exce­ção da luz. Quando alguém lava com água pura algo impuro, a água torna-se impura. O objeto impuro não pode neutralizar-­se, mas apenas transferir a impureza a outro. Só a luz é incontaminável e pode penetrar em todas as impurezas do mundo profano sem se tornar impura. Em verdade, somos a Luz do mundo. Podemos ser puros no meio dos impuros, podemos purificar as impurezas sem nos contaminarmos por elas. É a mais sublime e pura força do homem iluminado. A pureza nas­ce da Verdade Única, refletida no coração de todos os seres, enquanto que a impureza nasce da ilusão do ego profano.

O Sublime Mestre afirma que os homens devem adquirir plena compreensão de todos os aspectos da Verdade para que assim possam brilhar em unidade com a Luz Suprema. O homem purificado pela consciência da Verdade jamais se ofende por atos ou palavras injustas dos outros, porque essas ofensas não atingem aquele que é uno com a Verdade. Nenhum homem iluminado pela consciência da Verdade Suprema se orgulha do pleno conhecimento sobre si mesmo, mas agrade­ce humildemente à Força que age no universo inteiro por ele ser consciente dessa Força e uno com ela.

A Luz Suprema está refletida no coração espiritual de to­dos os seres do universo. Aqueles que a conhecem renunciam ao ego profano para ajudar os que sofrem a terrível doença de inconsciência espiritual. Por essa razão, devem deixar bri­lhar a Luz que são, porque essa Luz é o Ser Supremo que bri­lha no lado direito do peito. Mas só poderá brilhar quando a poderosa ilusão do ego profano for afastada. Brilhará através da transparência do amor divino.

Que não sejam em vão todos os ensinamentos que os Grandes Mestres semearam na Terra para que os homens pos­sam conscientizar-se da Verdade Suprema. Ela é a única segu­rança. E não há outra na Terra, pois aquilo que hoje nasce, amanhã morre. Só há segurança no divino.

(Extraído do livro “Ser” de Sri Maha Krishna Swami)